Avançar para o conteúdo principal

5-Hydroxytryptophan (5-HTP)

O 5-HTP é um precursor do neurotransmissor serotonina. O aminoácido essencial triptofano é convertido em 5-HTP transformando-se de seguida em serotonina. Após a FDA ter removido do mercado o triptofano em 1989, o 5-HTP tornou-se conhecido como o suplemento nutricional mais eficaz no aumento da síntese de serotonina para o tratamento da depressão e distúrbios de sono. O suplemento nutricional 5-HTP não é derivado do triptofano, este deriva de um extracto da semente da planta Griffonia simplicifolia.
 
Interacções Medicamentosas:  

- Antidepressivos: Estudos relatam que o 5-HTP pode ter efeitos adicionais aos antidepressivos. Isso pode alterar os efeitos destes medicamentos e, possivelmente, a dose necessária para o tratamento. (RS Kahn, et al L-5-hidroxitriptofano no tratamento de Transtornos de Ansiedade J Affect Disord Mar1985;.... 8 (2) :197-200). Estas drogas incluem a fluoxetina, fluvoxamina, paroxetina, sertralina, amitriptilina, amoxapina, clomipramina, desipramina, doxepina, imipramina, nortriptilina, trimipramina, maprotilina, mirtazapina, trazodona, bupropiona, venlafaxina, nefazodona, citalopram, protriptilina, fenelzina, tranilcipromina, isocarboxazid.
 
- Hipericão: Estudos relatam que o 5-HTP pode ter efeitos adicionais ao hipericão. Isso pode alterar os efeitos deste suplemento e, possivelmente, a dose necessária para o tratamento. (Ver Resumo:.... Kahn RS, et al L-5-hidroxitriptofano no tratamento de Transtornos de Ansiedade J Affect Disord Mar1985; 8 (2) :197-200).  

Absorção: O 5-HTP é rapidamente absorvido no intestino delgado.  

Toxicidade e Precauções: Indivíduos com tumores carcinóides (tumores secretores de hormonas) não devem tomar 5-HTP.  

Efeitos colaterais Os efeitos secundários ocasionais relatados com o uso de 5-HTP incluem náuseas, vómitos e diarreia. Quando ocorrem, geralmente podem ser minimizados diminuindo a dosagem e depois aumentando gradualmente. Tomar o suplemento com as refeições também ajuda.  

Funções no Corpo

- Neurotransmissor: O 5-HTP é o precursor da serotonina, que é um neurotransmissor que regula o humor e as emoções.
- Síntese da melatonina: O 5-HTP é também o precursor da melatonina, que é sintetizada a partir de serotonina.
- Beta-endorfina: Administração de 5-HTP para pacientes com enxaqueca, dores de cabeça ou tensão resultou em níveis mais elevados de plasma e de células beta-endorfina mononucleares, que pode fornecer uma explicação para o efeito analgésico do 5-HTP em pacientes com dores de cabeça (4).

Aplicações clínicas

- Obesidade: Num estudo duplo-cego, pacientes obesos tratados com 5-HTP experenciaram saciedade precoce, redução da ingestão de hidratos de carbono, e perda de peso significativa. Os autores afirmam que o 5-HTP pode ser usado com segurança como adjuvante da obesidade (5).

- Enxaqueca: 71% dos pacientes tratados com 5-HTP experimentaram uma melhoria significativa. O 5-HTP foi mais eficaz na redução da intensidade e duração do que na frequência dos ataques com apenas pequenos efeitos colaterais. Os autores afirmam que o 5-HTP pode ser um tratamento de escolha na profilaxia da enxaqueca. (6) Resultados de um estudo prospectivo de longo prazo sugere que o 5-HTP produz mudanças subjacentes benéficas no sistema nervoso central (SNC) que são anormalidades associadas à enxaqueca (7).

- Ansiedade: Um grupo de pacientes diagnosticados com síndromes de ansiedade foram tratados com 5-HTP em conjunto com carbodopa. Uma redução significativa da ansiedade foi observada em três diferentes escalas de ansiedade.

- Dor de cabeça: Os autores de um estudo duplo-cego mostraram que o 5-HTP é moderadamente eficaz e extremamente seguro, com 48% dos doentes com mais de 50% de redução na frequência e severidade das dores de cabeça (8). Num estudo com crianças que sofriam de dores de cabeça recorrentes, apresentaram uma melhoria significativa quando tratados com 5-HTP em 70% na frequência de dores de cabeça quando comparado com uma redução de 11% no grupo de controle com placebo (9). Noutro estudo com a duração de 8 semanas, não houve diferença estatística na frequência ou severidade das dores de cabeça entre os indivíduos do grupo de 5HTP e o grupo placebo. No entanto, nas 2 semanas após o tratamento, os pacientes que tinham sido tratados com 5-HTP tiveram uma redução significativa no uso de analgésicos e uma redução drástica da frequência das dores de cabeça (10).

- Distúrbios do Sono: O 5-HTP estimula a produção de melatonina (11). Num estudo, pacientes que sofriam de insónia leve experimentaram uma melhoria significativa ao tomar 100mg de 5-HTP antes de dormir (12).

- Depressão: Um tipo dos tipos de depressão é caracterizada por uma deficiência de serotonina. Nestes indivíduos, o 5-HTP reduziu a incidência de episódios depressivos (13). Quando comparado, o 5-HTP mostrou-se ser tão eficaz como a fluvoxamina, produzindo efeitos colaterais significativamente menores e menos graves. (14) Vários estudos têm relatado a mesma eficácia do 5-HTP em relação aos antidepressivos tricíclicos. (15), (16), (17).

- Fibromialgia: Num estudo duplo-cego, controlado com placebo, pacientes com fibromialgia tratados com 5-HTP registaram melhorias significativas em todos os parâmetros clínicos que foram estudados (18). Noutro estudo, 50% dos pacientes experimentaram melhorias de "razoável" para "bom " no número de pontos sensíveis, a ansiedade, a intensidade da dor, a qualidade do sono e a fadiga (19).  

Sintomas e causas da deficiência Dietas pobres em triptofano podem resultar na diminuição da produção de serotonina e melatonina, que podem causar depressão e distúrbios do sono.  

Fontes alimentares O 5-HTP não se encontra disponível nos alimentos. No entanto, alimentos que contenham níveis elevados de triptofano promovem a síntese de 5-HTP: Peixe (atum, salmão, linguado, e camarão), queijo cottage, queijo suíço, amendoim, castanhas e abacate .

Referências:
View Abstract: Dreshfield-Ahmad LJ. Enhancement in extracellular serotonin levels by 5-hydroxytryptophan loading after administration of WAY 100635 and fluoxetine. Life Sci. 2000;66(21):2035-41. View Abstract: Eriksson B, et al. Use of PET in neuroendocrine tumors. In vivo applications and in vitro studies. Q J Nucl Med. Mar 2000;44(1):68-76. View Abstract: van Vliet IM, et al. Behavioral, neuroendocrine and biochemical effects of different doses of 5-HTP in panic disorder. Eur Neuropsychopharmacol. May1996;6(2):103-10. View Abstract: Battistella PA, Bordin A, Cernetti R, et al. beta-endorphin in plasma and monocytes in juvenile headache. Headache. Feb1996;36(2):91-4. View Abstract: Cangiano C, et al. Eating Behavior and Adherence to Dietary Prescriptions in Obese Adult Subjects Treated with 5-hydroxytryptophan. Am J Clin Nutr. Nov1992;56(5):863-67. View Abstract: Titus F, et al. 5-Hydroxytryptophan versus Methysergide in the Prophylaxis of Migraine. Randomized Clinical Trial. Eur Neurol. 1986;25(5):327-29. View Abstract: Nicolodi M, Sicuteri F. L-5-hydroxytryptophan can prevent nociceptive disorders in man. Adv Exp Med Biol. 1999;467:177-82. View Abstract: De Benedittis G, et al. Serotonin Precursors in Chronic Primary Headache. A Double-blind Cross-over Study with L-5-hydroxytryptophan vs. Placebo. J Neurosurg Sci. Jul1985;29(3):239-48. View Abstract: De Giorgis G, Miletto R, Iannuccelli M, et al. Headache in association with sleep disorders in children: a psychodiagnostic evaluation and controlled clinical study-L-5-HTP versus placebo. Drugs Exp Clin Res. 1987;13:425-433. View Abstract: Ribeiro CA. L-5-Hydroxytryptophan in the prophylaxis of chronic tension-type headache: a double-blind, randomized, placebo-controlled study. For the Portuguese Head Society. Headache. Jun2000;40(6):451-6. View Abstract: den Boer JA, et al. Behavioral, Neuroendocrine, and Biochemical Effects of 5-hydroxytryptophan Administration in Panic Disorder. Psychiatry Res. Mar1990;31(3):267-78. Soulairac A, et al. Effect of 5-hydroxytryptophan, a Serotonin Precursor, on Sleep Disorders. Ann Med Psychol. Paris. 1977;1(5):792-98. View Abstract: van Praag H, et al. Depression Vulnerability and 5-hydroxytryptophan prophylaxis. Psychiatry Res. Sep1980;3(1):75-83. View Abstract: Poldinger W, et al. A Functional-dimensional Approach to Depression: Serotonin Deficiency as a Target Syndrome in a Comparison of 5-hydroxytryptophan and Fluvoxamine. Psychopathology. 1991;24(2):53-81. van Praag HM, et al. 5-hydroxytryptophan in Combination with Clomipramine in Therapy-resistant Depression. Psychopharmacology. 1974;38:267-69. View Abstract: Nardini M, et al. Treatment of Depression with L-5-hydroxytryptophan Combined with Chlorimipramine: A Double-blind Study. Int J Clin Pharmacol Res. 1983;3(4):239-50. View Abstract: Angst J, et al. The Treatment of Depression with L-5-hydroxytryptophan versus Imipramine. Results of Two Open and One Double-blind Study. Arch Psychiatr Nervenkr. Oct1977;224(2):175-86. View Abstract: Cruso I, et al. Double-blind Study of 5-hydroxytryptophan versus Placebo in the Treatment of Primary Fibromyalgia Syndrome. J Int Med Res. May1990;18(3):201-09. View Abstract: Puttini PS, et al. Primary Fibromyalgia Syndrome and 5-hydroxy-L-tryptophan: A 90-day Open Study. J Int Med Res. Apr1992;20(2):182-89.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que deves saber para agilizar as constipações e a tosse nos bebés.

A cada ano, centenas de bebés e crianças sofrem de constipações e tosse, principalmente devido ao seu sistema imunitário ainda imaturo.

É muito fácil identificarmos os sintomas de constipação e tosse nas nossas crianças. Começam logo a ficar com o nariz congestionado, com muita ranhoca (corrimento nasal), febre baixa, tosse, perda de apetite, irritabilidade e dificuldade em dormir. Qual a mãe, pai ou outro educador que não reconhece o desafio que é cuidar de uma criança doente? A natureza delas é de felicidade, alegria e brincadeira...de repente sentem-se mal apresentando alguma dificuldade em compreender claramente aquilo que estão a sentir, como tal, o nosso papel é orientá-las e ajuda-las a sentirem-se o melhor possível no menor espaço de tempo.

Como sou a favor da posição da American Academy of Pediatrics a qual desaconselha dar medicamentos para a tosse e constipações a crianças menores de 6 anos devido aos potenciais efeitos colaterais desses medicamentos, opto, sempre que poss…

Bolo de Cenoura [sem açúcar e sem glúten]

Andava com vontade de comer um bolo de nozes, mas não encontrava nenhuma receita que me desse água na boca, então fui para a cozinha fazer experiências com base numa diversidade imensa de receitas que fui vendo...adaptei, adaptei...e adaptei e saiu tudo menos um bolo de nozes (rsrsrsss)...mas ficou delicioso na mesma (vá lá...uffa!!)
Ora aqui vai a receita para quem quiser aventurar-se:
Vais precisar de:
- 2 chávenas de farinha de trigo sarraceno - 3 colheres de chá de fermento - 5 colheres de chá de canela em pó - 5 cenouras raladas - 1/2 chávena de coco ralado - 1/2 chávena de nozes raladas - 300g de tâmaras trituradas - 1/2 chávena de bebida vegetal (usei de arroz e soja do aldi) - 2 colheres café de baunilha

Pré-aquece o forno a 180ºC

Mistura todos os secos/sólidos e depois vai adicionando o liquido.
Bate tudo muito bem e leva ao forno cerca de 50minutos (depende de cada forno).

Eu costumo usar formas de silicone para não ter de adicionar gordura, fica a dica.

Bom apetite!!


Questionas-te se a Vitamina D é prejudicial sem a vitamina K?

Nos últimos tempos muito se tem falado sobre o possível prejuízo que a ingestão de vitamina D pode ter na ausência da vitamina K, mas as alegações científicas ainda não são muito consistentes. Como as pessoas que recorrem à minha consulta de naturopatia sabem, eu não sou muito apologista da suplementação nutricional. Existem casos em que ela é realmente necessária, existem outros casos em que recorrer a suplementação nutricional numa fase inicial pode ajudar o paciente a recuperar mais rápido, mas na maioria dos casos, recorrendo aos alimentos, ou seja, aos nossos suplementos “in vivo” é mais do que suficiente para se obter bons resultados terapêuticos. Dito isto, já podem antever que a minha opinião acerca do consumo de vitamina K sob a forma de suplemento não é muito abonatória, mas lá está...cada caso é um caso e há que se analisar individualmente a condição clinica da pessoa que procura ajuda.
Como todos sabemos, as vitaminas D e K são vitaminas lipossolúveis, ou seja, solúveis e…