Avançar para o conteúdo principal

Pequenos Lembretes para quando as coisas nos correm MAL (menos bem)

- O que é, é: Uma das frases mais famosas de Buda diz: “É a nossa resistência para o AGORA que causa o nosso sofrimento". Significa que o nosso sofrimento apenas acontece quando resistimos aos que nos está a acontecer no agora. Se puderes mudar algo, então age e muda; mas se não há nada que possas fazer então apenas te restam duas opções:
           1ª Aceitas e libertas-te de pensamentos destrutivos/negativos
           2ª ou tornas-te miserável ao ficares obcecada com a situação.


- Só é um problema se pensares nele como um Problema: Se pensares numa determinada situação como um problema então apenas te vais permitir a ter pensamentos e emoções densas e negativas que te levam a lamuriar tudo; Mas se veres as coisas sob uma perspectiva de DESAFIO vais te sentir empoderada e o teu cérebro automaticamente irá procurar formas de resolver a situação. Passas de PROBLEMA a uma experiência de APRENDIZAGEM, logo o problema desaparece.


- Se queres que as circunstâncias mudem então começa por ti:  Os mestres Zen costumam dizer que o nosso mundo exterior é o reflexo do nosso mundo interior. Se analisarmos bem o nosso circulo social, quem melhor conhecemos que vive em constante stress são também pessoas que se sentem caóticas por dentro, o que é interessante de analisar. Quando estamos de bem connosco parece que tudo flui e mesmo os momentos mais complicados são encarados com maior leveza.


- Não existem falhas (falhanços) apenas óptimas oportunidades de Aprendizagem: Apaga a palavra falha-falhar-falhanço do teu vocabulário. Todas as pessoas de sucesso que atingiram as suas metas falharam várias vezes ao longo do seu percurso. Thomas Edison disse: "Eu não falhei a tentar inventar a lâmpada, apenas encontrei 99 maneiras diferentes que não funcionavam" Agarra os momentos em que o que fizeste não obteve o resultado pretendido e aprende com essa experiência e como fazer melhor da próxima vez.


- Muda de perspectiva, se não conseguiste uma coisa que querias, significa que algo melhor está a caminho: Esta é das mais desafiadoras a implementar, mas ao fazê-lo obriga-nos a definir ainda melhor o nosso objectivo e isso faz com que consigamos eventualmente alcançá-lo mas possivelmente de forma diferente e mais real. Geralmente, quando olhamos para a nossa vida, apercebemo-nos do porquê algumas coisas não terem corrido como desejávamos e vemos que apesar de dolorosas na altura, trouxeram-nos benefícios que não teríamos de outra forma. Por isso, é acreditar, mesmo no meio da turbulência.


- Aprecia o Momento. Eu sei, eu sei...é uma daquelas frases corriqueiras mas a verdade é que o momento que estás a viver AGORA não se vai repetir, seja bom ou menos bom, há sempre algo de precioso em cada momento da nossa vida, por isso vivencia-o.


- Deixa-te de Expectativas. Quando expectas por algo e esse algo não acontece mergulhas na amargura e negatividade. Ao praticares a esperança por algo que queres, quando ele não vem ao teu encontro acabas por encarar as coisas com maior leveza e entendimento, conseguindo com que as tuas emoções se mantenham neutras. Uma frase de que gosto muito é: "Never expect, always Hope"


- Compreende os teus medos e sê grata por ele, pois o medo pode ser um grande mestre e a superação dos nossos medos faz-nos sentir simplesmente vitoriosos. Por exemplo, sempre tive receio de falar em público (este medo faz parte dos top 3 a nível mundial), não gostava de ter as atenções voltadas para mim, mas obriguei-me a aparecer, obriguei-me a apresentar-me ao mundo e sabes o que senti nesse momento?!? Se consegui superar o meu medo, então o mundo era o limite! Essa sensação, fez com que acreditasse mais em mim, mas requer prática, quanto mais vezes te obrigares a sair da tua zona de conforto mais facilmente superarás os teus receios e cada medo que superamos dá-nos mais força para sermos quem somos, acima de tudo, verdadeiros connosco próprios e como consequência com os outros. O medo é ilusão, acreditar nele é opcional.


- Permite-te sentir Alegria. Aquela alegria que as crianças sentem a cada descoberta. Desapega-te dos problemas e encara-os como uma criança de 3 anos (já dizia Pedro Vieira) ou seja, como um desafio e a partir do momento que algo de satisfatório ocorre, pula, grita, canta e ri de alegria e felicidade (por mais modesta que tenha sido a conquista). Todos os dias temos pequenas vitórias e ao nos concentrarmos nelas ganhamos vitalidade e energia, sentimo-nos uns super-heróis!!


- Não te compares com os outros. Nem com os que estão melhor que tu nem com os que estão pior que tu. Cada um de nós é único e tem algo para partilhar, ensinar e contribuir ao outro. A comparação nunca irá ser justa pois só cada um de nós é que sabe os passos que já deu para chegar onde está neste momento. Concentra-te em seres tu mesma e apenas te compares contigo própria.


- Larga o pensamento de Vitima. Apenas és uma vitima dos teus próprios pensamentos, palavras e acções. Responsabiliza-te acerca dos teus pensamentos, pois são eles que te deixam num estado cabisbaixo. Altera a forma como te vês e a forma como achas que os outros te vêm, toma acção e abandona a mentalidade de vítima para te tornares vitoriosa.

Agarra a vida e sê Feliz!!

Grata!

Facebook: Projecto Naturopatia | Livro: Nascer e Crescer Vegetariano

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Receita: Pudim de Pêra com Canela

Quando o meu filho era mais pequeno e estava a atravessar aquela fase em que simplesmente se alimentam do ar (a anorexia dos 2 anos), eu fazia-lhe esta espécie de pudim com sementes de chia que ele comia e lambia os dedos...ou seja, um êxito! Escusado será dizer que é delicioso tanto para os pequenos como para os grandes...ahhh e nutritivo!!
- A tâmara é rica em proteínas, minerais e vitaminas principalmente a vitamina C. A grande vantagem é que além de ser uma verdadeira doçura, ela é rica em fibras, potássio, cálcio e ferro sendo excelente tanto para crianças como adultos.

- As pêras são ricas em fibras, vitamina A e C com importantes ações antioxidantes.
Também é uma excelente fonte de minerais como o fósforo, cálcio e ainda contém algum ferro.

- A canela auxilia no tratamento de diversas doenças. A canela estimula a salivação e os sucos gástricos, facilitando a digestão como tal, ajuda em casos de aerofagia, digestões difíceis a acidez estomacal.


Ingredientes

- 7 colheres de sopa de …

As tâmaras e o trabalho de parto

Desde os tempos bíblicos, as tâmaras eram consideradas possuidoras de propriedades curativas profundas, mas só agora a ciência vem confirmar o que os nossos antepassados já sabiam.
Um estudo publicado no Journal of Obstetrics and Gynecology em 2011 e intitulado "O efeito do consumo das tâmaras no final da gravidez[i]", apresentou a investigação do efeito do consumo das tâmaras nos parâmetros do trabalho de parto e nos seus resultados. Ao longo de 11 meses na Jordan University of Science and Technology, dois grupos de mulheres foram incluídas num estudo prospectivo onde 69 mulheres consumiram seis tâmaras por dia durante 4 semanas antes da data prevista para o parto, contra 45 mulheres que não consumiram nenhuma. Estas mulheres tinham parâmetros semelhantes por isso não houve diferença significativa na idade gestacional, idade e paridade (o número de vezes que a mulher engravidou) entre os dois grupos.
Os resultados do estudo foram os seguintes:
• Melhoria da dilatação cervical:

O que deves saber para agilizar as constipações e a tosse nos bebés.

A cada ano, centenas de bebés e crianças sofrem de constipações e tosse, principalmente devido ao seu sistema imunitário ainda imaturo.

É muito fácil identificarmos os sintomas de constipação e tosse nas nossas crianças. Começam logo a ficar com o nariz congestionado, com muita ranhoca (corrimento nasal), febre baixa, tosse, perda de apetite, irritabilidade e dificuldade em dormir. Qual a mãe, pai ou outro educador que não reconhece o desafio que é cuidar de uma criança doente? A natureza delas é de felicidade, alegria e brincadeira...de repente sentem-se mal apresentando alguma dificuldade em compreender claramente aquilo que estão a sentir, como tal, o nosso papel é orientá-las e ajuda-las a sentirem-se o melhor possível no menor espaço de tempo.

Como sou a favor da posição da American Academy of Pediatrics a qual desaconselha dar medicamentos para a tosse e constipações a crianças menores de 6 anos devido aos potenciais efeitos colaterais desses medicamentos, opto, sempre que poss…