Avançar para o conteúdo principal

Maca - Lepidium meyenii

Imagem retirada do Google
Quanto mais avançamos tecnologicamente, mais se descobre que a natureza com toda a sua pureza e simplicidade fornece-nos tudo o que necessitamos para termos saúde em todos os níveis. Um exemplo disso é a Maca peruana, que apesar de conhecida e muito utilizada pelos povos antigos, só há poucos anos é que começou a ser reconhecida pelas suas propriedades medicinais.

É verdade que a ciência nos ajuda muito a validar o conhecimento empírico, mas é verdadeiramente magnifico observar que praticamente todo o conhecimento empírico relacionado com as plantas medicinais tem vindo a ser comprovado cientificamente dia após dia...conhecimento que o povo adquiriu pela experiência, pela tradição...mas nós, somos mais finos...precisamos que a ciência nos dê o O.K. - o.k., aqui utilizei um pouco de ironia! Pois, é verdade que a ciência nos trás muitos benefícios, mas não nos podemos entregar 100% a ela porque o que é uma verdade cientifica hoje amanhã já não o é. O tabaco quando surgiu não foi para fins medicinais?? e agora??...

Como estava a dizer, a Maca peruana é um tubérculo semelhante a um rabanete e é originária da Cordilheira dos Andes.

A Maca ou ginseng peruano - como também é conhecida - apresenta propriedades magnificas, especialmente a nível do sistema endócrino - tem a capacidade de regular e dar suporte ao sistema hormonal e diminuir os níveis de colesterol. É um alimento adaptogénico por excelência, ou seja, ajuda o organismo a adaptar-se a níveis elevados de stress, estimula o sistema imunitário, regula o metabolismo, aumenta os níveis de energia e performance sexual porque aumenta a líbido, a sensação de bem-estar emocional, muito útil nos problemas de infertilidade e extremamente rica em minerais, vitaminas e proteínas, contendo muitos aminoácidos essenciais, sendo particularmente rica em cálcio e magnésio.

Houve uma altura em que me encontrava extremamente cansada. Eram as noites em que dormia pouco, o pequeno chefe que estava sempre a pedir maminha, as exigências intelectuais diárias...enfim, estava K.O.. Então resolvi tomar a maca e os resultados foram verdadeiramente significativos, passado três dias começei a sentir mais energia, sentia-me mais relaxada e tranquila, senti mesmo um bem estar geral, então fiquei fã!!

No últimos tempos diversos estudos têm concentrado os seus esforços na análise da Maca para ser utilizada em tratamentos hormonais porque apresenta moléculas que possuem a mesma estrutura que as hormonas naturais, tanto do homem como da mulher, sendo excelente como regulador hormonal durante a menopausa e para as mulheres que sofrem de Síndroma Pré-Menstrual.

A Maca não contém hormonas mas possui um conjunto de nutrientes que suportam directamente o sistema endócrino e ajudam as glândulas a produzir as hormonas vitais em doses precisas pré-determinadas por cada organismo em particular, de acordo com as suas necessidades únicas. Contém formas naturais de esteróides sendo particularmente interessante para os que sofrem de fadiga crónica ou depressão.

Curiosidade: Reza a lenda que durante o apogeu do império Inca, o exército incluía raiz de maca na sua alimentação antes de ir para as batalhas, o que tornava os soldados extremamente viris.
Além disso, os guerreiros que se destacassem em combate recebiam maca como 
prémio pelos seus feitos heróicos.


Princípios activos principais:

- Flavonóides e antocianinas com acção antioxidante.
- Saponinas com acção hormonal que estimulam a libido e a espermatogénese
- Glucosinatos que impedem a formação de células cancerígenas.


Principais propriedades


Efeito afrodisíaco

- Diminui a infertilidade, principalmente masculina, aumentando o número de espermatozoides.
- Funciona como afrodisíaco em ambos os sexos, sem alterar os níveis séricos (no sangue) de testosterona, estradiol e outras hormonas (LH, FSH e prolactina). Reduz ainda a disfunção sexual (falta de libido e ejaculação retardada) que pode ser provocada pela utilização de antidepressivos.

Um estudo publicado no Asian Journal of Andrology e conduzido por um pesquisador da Universidade Peruana Cayetano Heredia, no Peru, observou os efeitos da maca em homens com idades entre 24 e 44 anos durante quatro meses. Os resultados mostraram aumento da quantidade de sémen, na contagem de espermatozoides e na sua motilidade.

Outras pesquisas sugerem que a ingestão do tubérculo reduz os níveis de stress e ansiedade do indivíduo. Acredita-se que o alimento tenha acção sobre o hipotálamo e glândulas suprarrenais, o que lhe confere tais efeitos estimulantes.

Num estudo realizado em 2008 pelo Departamento de Psiquiatria do Massachusetts General Hospital, de Boston (EUA), foi confirmado que a maca pode anular a disfunção sexual causada por antidepressivos (ISRS).


Coadjuvante no diabetes

A maca peruana pode prevenir o desenvolvimento do diabetes de duas maneiras.

1- Diminui a velocidade da absorção de glicose pelo corpo graças ao alto teor de fibras

2- Inibe a acção de uma enzima que actua no processo de digestão, o que evita a libertação de grandes quantidades de insulina de uma só vez, podendo resultar na resistência à insulina.


Benéfica para o coração

A maca peruana contém omega 3, que protege a saúde cardiovascular graças a seu efeito vasodilatador e regulador do colesterol. O omega 9 nela presente também actua sobre o colesterol, diminuindo o colesterol mau (LDL) e aumentando as taxas do bom colesterol (HDL).

Muito útil na menopausa

A maca alivia os sintomas comuns da menopausa, como os afrontamentos, a fadiga, aumenta a libido das mulheres menopáusicas e actua como barreira contra a desidratação da pele.

Segundo um estudo publicado em 2008 na revista Menopause, 14 mulheres tomaram 3,5 g de maca durante 6 semanas, obtendo reduções significativas na ansiedade, depressão e disfunção sexual.



Precauções a ter: Contra-indicada em doentes com problemas renais. Deve ser utilizada com cautela durante a gravidez por poder causar contracções uterinas devido ao seu princípio activo apiol.


Naturopata Vera Belchior (N.D.)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

O que deves saber para agilizar as constipações e a tosse nos bebés.

A cada ano, centenas de bebés e crianças sofrem de constipações e tosse, principalmente devido ao seu sistema imunitário ainda imaturo.

É muito fácil identificarmos os sintomas de constipação e tosse nas nossas crianças. Começam logo a ficar com o nariz congestionado, com muita ranhoca (corrimento nasal), febre baixa, tosse, perda de apetite, irritabilidade e dificuldade em dormir. Qual a mãe, pai ou outro educador que não reconhece o desafio que é cuidar de uma criança doente? A natureza delas é de felicidade, alegria e brincadeira...de repente sentem-se mal apresentando alguma dificuldade em compreender claramente aquilo que estão a sentir, como tal, o nosso papel é orientá-las e ajuda-las a sentirem-se o melhor possível no menor espaço de tempo.

Como sou a favor da posição da American Academy of Pediatrics a qual desaconselha dar medicamentos para a tosse e constipações a crianças menores de 6 anos devido aos potenciais efeitos colaterais desses medicamentos, opto, sempre que poss…

Bolo de Cenoura [sem açúcar e sem glúten]

Andava com vontade de comer um bolo de nozes, mas não encontrava nenhuma receita que me desse água na boca, então fui para a cozinha fazer experiências com base numa diversidade imensa de receitas que fui vendo...adaptei, adaptei...e adaptei e saiu tudo menos um bolo de nozes (rsrsrsss)...mas ficou delicioso na mesma (vá lá...uffa!!)
Ora aqui vai a receita para quem quiser aventurar-se:
Vais precisar de:
- 2 chávenas de farinha de trigo sarraceno - 3 colheres de chá de fermento - 5 colheres de chá de canela em pó - 5 cenouras raladas - 1/2 chávena de coco ralado - 1/2 chávena de nozes raladas - 300g de tâmaras trituradas - 1/2 chávena de bebida vegetal (usei de arroz e soja do aldi) - 2 colheres café de baunilha

Pré-aquece o forno a 180ºC

Mistura todos os secos/sólidos e depois vai adicionando o liquido.
Bate tudo muito bem e leva ao forno cerca de 50minutos (depende de cada forno).

Eu costumo usar formas de silicone para não ter de adicionar gordura, fica a dica.

Bom apetite!!


Questionas-te se a Vitamina D é prejudicial sem a vitamina K?

Nos últimos tempos muito se tem falado sobre o possível prejuízo que a ingestão de vitamina D pode ter na ausência da vitamina K, mas as alegações científicas ainda não são muito consistentes. Como as pessoas que recorrem à minha consulta de naturopatia sabem, eu não sou muito apologista da suplementação nutricional. Existem casos em que ela é realmente necessária, existem outros casos em que recorrer a suplementação nutricional numa fase inicial pode ajudar o paciente a recuperar mais rápido, mas na maioria dos casos, recorrendo aos alimentos, ou seja, aos nossos suplementos “in vivo” é mais do que suficiente para se obter bons resultados terapêuticos. Dito isto, já podem antever que a minha opinião acerca do consumo de vitamina K sob a forma de suplemento não é muito abonatória, mas lá está...cada caso é um caso e há que se analisar individualmente a condição clinica da pessoa que procura ajuda.
Como todos sabemos, as vitaminas D e K são vitaminas lipossolúveis, ou seja, solúveis e…