Avançar para o conteúdo principal

O que levas para comer na Praia?!?

Que a praia abre o apetite já todos nós sabemos mas e que tal pôr a boa da bola de berlim (cheia de açúcar e gorduras trans que inflamam as células do nosso corpo) de lado e substitui-la por snacks saudáveis, nutritivos e de fácil assimilação?!?

Deixo-vos a sugestão do snack que levámos hoje para a praia:
Agora vamos escrutinar os ingredientes...

- A boa da Laranja (se for algarvia então...): Todos nós conhecemos a laranja pela sua riqueza em vitamina C, mas ela oferece um leque bem maior de nutrientes que vão além desta vitamina. É nutricionalmente rica em ácido fólico, cálcio, potássio, magnésio, fósforo e ferro, além de fibras, pectinas e flavonóides que aumentam o seu valor nutritivo.
Depois de tudo isso, ainda é super antioxidante. Possui 170 diferentes tipos de fitoquímicos, incluindo mais de 60 flavonóides com propriedades anti-inflamatórias, anti-tumorais e que inibem a formação de coágulos sanguíneos. Como consequência é extremamente útil para quem quer controlar os níveis de colesterol, neste caso consumida em jejum.
Ajuda a melhorar problemas a nível gastrointestinal, reforça as defesas do organismo na prevenção de gripes e infecções, estimula o sistema circulatório, enfim...tem um leque de aplicações terapêuticas muito grande.

- Beterrabas: ricas em ácido fólico, manganês, potássio e vitamina C, são uma excelente fonte de nutrientes e uma óptima opção para grávidas.
Cruas, as beterrabas contêm um principio activo chamado betaína, que reduz vários tipos de inflamações no organismo, ou seja, ajuda a proteger dos efeitos do envelhecimento.
Por sua vez, a fibra encontrada na beterraba parece aumentar a capacidade do corpo para detectar e remover células anormais antes que se tornem cancerígenas. Contém ainda fitonutrientes como as proantocianidinas que além de lhe darem a cor vermelha também têm um grande potencial anti-cancerígeno.

- Cenouras: Com este super alimento cor de laranja podes obter vitamina A e muitos outros nutrientes benéficos para a saúde, resultando numa pele mais bonita e na prevenção do envelhecimento.
Estudos têm demonstrado que a cenoura reduz o risco do cancro do pulmão, da mama e do cólon. Pesquisadores descobriram que contem falcarinol e falcarindiol, um pesticida natural, produzido pela cenoura que protege as suas raízes de doenças fúngicas. As cenouras são uma das fontes mais comuns deste composto. Um outro estudo demonstrou que os ratos que comiam cenouras apresentavam menos 1/3 de vir a sofrer de cancro.

Deficiências de vitamina A causam secura de pele, cabelo e unhas. A vitamina A previne a formação precoce de rugas, acne, pele seca, pigmentação, manchas e tom de pele irregular.
São também conhecidas por prevenir infecções. O consumo regular de cenouras também reduz os níveis de colesterol, porque as fibras solúveis ligam-se aos ácidos biliares.


- Os frutos secos: têm uma quantidade extraordinária de proteínas, vitaminas e minerais. Estas incluem vitamina B1, B5, B9, B2, ácido nicotínico, vitamina E, B6, ferro, zinco, magnésio, fósforo, selénio e cobre.

Sem exagerar no seu consumo, os frutos secos são muito nutritivos devido à sua densidade de nutrientes e são um excelente snack para qualquer hora do dia!!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Bolo de Cenoura [sem açúcar e sem glúten]

Andava com vontade de comer um bolo de nozes, mas não encontrava nenhuma receita que me desse água na boca, então fui para a cozinha fazer experiências com base numa diversidade imensa de receitas que fui vendo...adaptei, adaptei...e adaptei e saiu tudo menos um bolo de nozes (rsrsrsss)...mas ficou delicioso na mesma (vá lá...uffa!!)
Ora aqui vai a receita para quem quiser aventurar-se:
Vais precisar de:
- 2 chávenas de farinha de trigo sarraceno - 3 colheres de chá de fermento - 5 colheres de chá de canela em pó - 5 cenouras raladas - 1/2 chávena de coco ralado - 1/2 chávena de nozes raladas - 300g de tâmaras trituradas - 1/2 chávena de bebida vegetal (usei de arroz e soja do aldi) - 2 colheres café de baunilha

Pré-aquece o forno a 180ºC

Mistura todos os secos/sólidos e depois vai adicionando o liquido.
Bate tudo muito bem e leva ao forno cerca de 50minutos (depende de cada forno).

Eu costumo usar formas de silicone para não ter de adicionar gordura, fica a dica.

Bom apetite!!


Questionas-te se a Vitamina D é prejudicial sem a vitamina K?

Nos últimos tempos muito se tem falado sobre o possível prejuízo que a ingestão de vitamina D pode ter na ausência da vitamina K, mas as alegações científicas ainda não são muito consistentes. Como as pessoas que recorrem à minha consulta de naturopatia sabem, eu não sou muito apologista da suplementação nutricional. Existem casos em que ela é realmente necessária, existem outros casos em que recorrer a suplementação nutricional numa fase inicial pode ajudar o paciente a recuperar mais rápido, mas na maioria dos casos, recorrendo aos alimentos, ou seja, aos nossos suplementos “in vivo” é mais do que suficiente para se obter bons resultados terapêuticos. Dito isto, já podem antever que a minha opinião acerca do consumo de vitamina K sob a forma de suplemento não é muito abonatória, mas lá está...cada caso é um caso e há que se analisar individualmente a condição clinica da pessoa que procura ajuda.
Como todos sabemos, as vitaminas D e K são vitaminas lipossolúveis, ou seja, solúveis e…

O Mito da Proteína Combinada

Todos os nutrientes vêm do sol ou do solo. Os minerais provêm da terra e as vitaminas das plantas e dos microrganismos que crescem a partir deles.
Dito isto, volta a eterna questão. Onde posso obter a proteína? A proteína é composta por aminoácidos e entre eles existem 20 aminoácidos essenciais, o que significa que o nosso corpo não os consegue produzir, sendo essencial obtê-los a partir da alimentação. Mas os outros animais também não os produzem.
As proteínas provenientes das plantas (e micróbios) têm todos os aminoácidos essenciais.
O conceito de que a proteína vegetal é inferior à proteína animal surgiu devido a estudos realizados em ratos há mais de um século atrás. Os cientistas descobriram que os ratos bebés não tinha um crescimento adequado quando alimentados à base de plantas. Mas os ratos bebés também não crescem bem se forem alimentados com leite materno humano e porquê? Porque o leite do rato tem 10 vezes mais proteína do que o leite humano e porque os ratos têm um crescim…