Avançar para o conteúdo principal

Casos Clínicos

Caso Clínico 1

Paciente de sexo feminino com 46 anos.

Estado Clínico

Paciente com Depressão, ansiedade, insónia, obstipação e severas dores articulares.
A paciente apresentava dificuldade em dormir, estimando uma média de 2 horas de descanso por noite.
A obstipação bastante acentuada, evacuando de 5 em 5 dias, apresentando por isso dilatação abdominal.
A paciente tinha ainda um diálogo bastante agitado e confuso com grande sofrimento emocional que quando discutia era dominada por ataques de raiva e fúria, chegando a partir objectos.
Alimentação sem regras, sem cuidados para o tipo de patologias que apresenta.

Prescrição

Foi-lhe prescrito um suplemento de plantas e oligoelementos com o objectivo de servir de apoio nas perturbações de humor, esgotamento nervoso, mal-estar, stress e perturbações do sono.
Uma vez que também se encontrava num estado depressivo, foi-lhe recomendado um outro suplementos com plantas que actuam neste sentido.

Para as dores articulares, recomendou-se uma planta especifica para esse fim.

Para a obstipação, foi-lhe recomendado o uso de sementes de linhaça juntamente com sumos verdes com o intuito de lhe aumentar a ingestão de fibras promovendo a saúde intestinal de forma a ajudar a diminuir as cólicas, regular o trânsito intestinal e diminuir o inchaço abdominal.

A paciente sente muita dificuldade em beber agua, como tal foi-lhe sugerido beber infusões especificas com a finalidade de ajudar na obstipação, entre elas, a bardana, boldo, camomila, rábano negro e frângula.

2º Consulta

Após a aplicação das recomendações efectuadas na primeira consulta, a paciente relata que já dorme 5 a 7 horas diárias e que começou a evacuar dia sim, dia não, notando uma diferença dramática a nível da dilatação abdominal.
Sente-se mais forte emocionalmente e mais positiva.
Relata também que o cansaço diminuiu e que se sente muito mais enérgica. Quase que não sente dores articulares, à excepção da parte da manhã quando acorda.
O seu discurso está mais calmo, sereno, coerente e fluido.

Prescrição

Foi-lhe prescrito um probiótico de forma a recuperar a sua flora intestinal.
Recomendou-se igualmente a aplicação de uma massagem abdominal em sentido horário passando por pontos de acupressão específicos para facilitar o transito intestinal. Esta forma de acupunctura relaxa o abdómen, melhora e estimula os movimentos intestinais regulares.

Para a ansiedade, foi-lhe ensinado um exercício de visualização com tempos respiratórios específicos com a duração de 2 minutos. E retirou-se um dos suplementos para este fim.

Foi-lhe prescrito outro anti-inflamatório para reforçar o efeito do suplemento receitado na primeira consulta para as dores articulares.

A nível alimentar, foi-lhe recomendado aumentar o consumo de cereais e farinhas integrais, arroz integral, aveia, farelo de aveia integral e diminuir o consumo de produtos ricos em glúten.

Aumentar também o consumo de verduras, vegetais e frutas, especialmente em estado cru através de saladas ou batidos verdes. Consumir cereais de elevado teor de fibras diariamente, como as leguminosas.
Aumentar o consumo de água para 1,5l por dia, eliminando o consumo de café, lacticínios, álcool e carnes vermelhas, dando preferencia ao peixe. 
E evitar todo o tipo de alimentos processados ricos em açúcar, sendo de extrema importância o estabelecimento de horários regulares para as refeições.

Bebida para a Obstipação:

½ chávena de sumo de ameixa com 1 colher de sopa de sumo de limão diluído num copo de água mineral. 
Beber esta mistura antes de dormir.

Sugestões de estilo de vida:

• Aumentar a actividade física. O exercício ajuda a estimular as contracções intestinais. Andar a pé, de bicicleta ou nadar, são boas opções.

• Todos os dias e sempre à mesma hora dispor de algum tempo para estar relaxada no WC de modo a começar a “educar” o intestino.

3º Consulta

Na 3ª consulta, a paciente já não apresentava sintomas depressivos nem de ansiedade. Da mesma forma, também já não sofria de obstipação passando a evacuar diariamente.
Refere também que já não sente dores nenhumas a nível articular, nem mesmo de manhã ao acordar.
Visualmente, a paciente apresentou-se calma, equilibrada e centrada.
Passou a dormir 8 horas seguidas por noite e acorda cheia de vitalidade.
De momento não apresenta mais nenhuma queixa, no entanto, será seguida inicialmente de 3 em 3 meses para se fazer um acompanhamento do seu progresso.

Caso Clínico 2

Paciente de sexo masculino com 36 anos.

Estado Clínico

Paciente com ansiedade, insónia, obstipação e osteoporose diagnosticada.
O paciente apresentava dificuldade em dormir, estimando uma média de 5 horas de descanso por noite.
Sofria de obstipação, evacuando de 3 em 3 dias com muita flatulência.
O paciente apresentava-se cansado, desanimado e numa postura de defesa.
Alimentação sem regras e sem cuidados para o tipo de patologia que apresenta.

Prescrição:

Foi-lhe prescrito um suplemento de plantas e oligoelementos com o objectivo de servir de apoio nas perturbações do sistema nervoso, mal-estar e perturbações do sono.

Para a osteoporose recomendou-se uma planta e um suplemento especifico para esse fim.

Retirou-se todos os lacticínios (manteiga, queijo, iogurte, leite, derivados de lacticínios...)

Para a obstipação, foi-lhe recomendado o uso de sementes de linhaça juntamente com sumos verdes com o intuito de lhe aumentar a ingestão de fibras promovendo a saúde intestinal de forma a ajudar a diminuir a flatulência e regular o trânsito intestinal.

2º Consulta

Após a aplicação das recomendações efectuadas na primeira consulta, o paciente relata que já dorme 7 horas diárias e que começou a evacuar dia sim, dia não, com grande redução da flatulência.

Relata também que o cansaço diminuiu e que se sente mais leve.

Prescrição:

Foi-lhe prescrito um probiótico de forma a recuperar a sua flora intestinal.

Realizou-se terapia com ventosas na zona abdominal para ajudar ao funcionamento do intestino.

Para a ansiedade, foi-lhe ensinado um exercício de respiração com a duração de 2 minutos.

A nível alimentar, foi-lhe recomendado aumentar o consumo de arroz integral, aveia, farelo de aveia integral e diminuir o consumo de produtos refinados.

Aumentar também o consumo de verduras, vegetais e frutas, especialmente em estado cru através de saladas ou batidos verdes. Consumir cereais de elevado teor de fibras diariamente, como as leguminosas.
Aumentar o consumo de água para 1,5l com limão por dia.

Sugestões de estilo de vida:

• Aumentar a actividade física. O exercício ajuda a estimular as contracções intestinais e a relaxar o sistema nervoso.


3º Consulta

Na 3ª consulta, a paciente já não apresentava sintomas de insónia nem de ansiedade.
Passou a evacuar 2 vezes ao dia, relatando sentir-se muito bem e cheio de energia.

De momento não apresenta mais nenhuma queixa. Será feita nova avaliação após 3 meses para acompanhar o estado da osteoporose.

4ª Consulta

O paciente apresentou os resultado do exame da densiometria óssea e verificou-se que passou de uma perda de -2,7 DP (osteoporose) para -1,9 DP (osteopénia). Factor indicativo que o seu quadro de osteoporose está-se a reverter.

Aconselhou-se a manter as alterações até então feitas e reduzir o consumo de carnes (vermelhas e brancas) para no máximo 3 vezes por semana em dias espaçados.

Caso Clínico 3

Paciente de sexo feminino com 34 anos.

Estado Clínico

Paciente com ansiedade, inquietação, obstipação e miomas múltiplos diagnosticados.
A paciente apresentava dificuldade em permanecer parada, tinha dores constantes baixo ventre e na lombar, dificuldade respiratória, (descrevia como sensação de falta de ar) e obstipação, evacuando apenas com a ajuda de laxativos.

Prescrição:

Foi-lhe prescrito um suplemento para o relaxamento do sistema nervoso, uma mistura de plantas para infusão com o objectivo de servir de apoio ao tratamento dos miomas e fizeram-se alterações alimentares.

Retirou-se todos os lacticínios (manteiga, queijo, iogurte, leite, derivados de lacticínios...) permanecendo unicamente o consumo moderado de queijo fresco de cabra

Para a obstipação, foi-lhe recomendado o uso de sementes de linhaça juntamente com sumos de beterraba e o extracto de uma planta medicinal com o intuito de promover a melhoria da saúde intestinal de forma a ajudar a regular o trânsito intestinal.

2º Consulta

Após 3 meses, a paciente apresentou no exame de ginecologia, uma redução para metade do tamanho dos miomas, além de referir que se sente como nova. Muita energia, boa disposição e sem qualquer sensação de falta de ar.

Relata, também, que passou a evacuar diariamente.

A paciente continua a ser acompanhada.

Caso Clínico 4

Paciente de sexo feminino com 39 anos.

Estado Clínico

Paciente fisicamente activa, com retenção de líquidos, bom funcionamento intestinal e queixas de pernas pesadas com varizes recentes.

A paciente apresentava dor e parestesias (sensações cutâneas como formigamento, pressão, frio) quando se encontrava muito tempo parada, o que a incomodava muito.

Prescrição:

Foi-lhe recomendado uma infusão específica remineralizante que facilita ao mesmo tempo a eliminação de líquidos.

Retirou-se todos os lacticínios (manteiga, queijo, iogurte, leite, derivados de lacticínios...) permanecendo unicamente o consumo moderado de queijo fresco de cabra

Começou também a fazer semanalmente manipulação do tecido conjuntivo.

Após 1 mês:

A paciente relatou que se sentia leve, as dores tinham desaparecido e sentia muito mais energia. A olho nu o aspecto das varizes melhorou drasticamente assim como a retenção de líquidos.

A paciente continua a fazer tratamento de 15 em 15 dias.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

As tâmaras e o trabalho de parto

Desde os tempos bíblicos, as tâmaras eram consideradas possuidoras de propriedades curativas profundas, mas só agora a ciência vem confirmar o que os nossos antepassados já sabiam.
Um estudo publicado no Journal of Obstetrics and Gynecology em 2011 e intitulado "O efeito do consumo das tâmaras no final da gravidez[i]", apresentou a investigação do efeito do consumo das tâmaras nos parâmetros do trabalho de parto e nos seus resultados. Ao longo de 11 meses na Jordan University of Science and Technology, dois grupos de mulheres foram incluídas num estudo prospectivo onde 69 mulheres consumiram seis tâmaras por dia durante 4 semanas antes da data prevista para o parto, contra 45 mulheres que não consumiram nenhuma. Estas mulheres tinham parâmetros semelhantes por isso não houve diferença significativa na idade gestacional, idade e paridade (o número de vezes que a mulher engravidou) entre os dois grupos.
Os resultados do estudo foram os seguintes:
• Melhoria da dilatação cervical:

Receita: Pudim de Pêra com Canela

Quando o meu filho era mais pequeno e estava a atravessar aquela fase em que simplesmente se alimentam do ar (a anorexia dos 2 anos), eu fazia-lhe esta espécie de pudim com sementes de chia que ele comia e lambia os dedos...ou seja, um êxito! Escusado será dizer que é delicioso tanto para os pequenos como para os grandes...ahhh e nutritivo!!
- A tâmara é rica em proteínas, minerais e vitaminas principalmente a vitamina C. A grande vantagem é que além de ser uma verdadeira doçura, ela é rica em fibras, potássio, cálcio e ferro sendo excelente tanto para crianças como adultos.

- As pêras são ricas em fibras, vitamina A e C com importantes ações antioxidantes.
Também é uma excelente fonte de minerais como o fósforo, cálcio e ainda contém algum ferro.

- A canela auxilia no tratamento de diversas doenças. A canela estimula a salivação e os sucos gástricos, facilitando a digestão como tal, ajuda em casos de aerofagia, digestões difíceis a acidez estomacal.


Ingredientes

- 7 colheres de sopa de …

O que deves saber para agilizar as constipações e a tosse nos bebés.

A cada ano, centenas de bebés e crianças sofrem de constipações e tosse, principalmente devido ao seu sistema imunitário ainda imaturo.

É muito fácil identificarmos os sintomas de constipação e tosse nas nossas crianças. Começam logo a ficar com o nariz congestionado, com muita ranhoca (corrimento nasal), febre baixa, tosse, perda de apetite, irritabilidade e dificuldade em dormir. Qual a mãe, pai ou outro educador que não reconhece o desafio que é cuidar de uma criança doente? A natureza delas é de felicidade, alegria e brincadeira...de repente sentem-se mal apresentando alguma dificuldade em compreender claramente aquilo que estão a sentir, como tal, o nosso papel é orientá-las e ajuda-las a sentirem-se o melhor possível no menor espaço de tempo.

Como sou a favor da posição da American Academy of Pediatrics a qual desaconselha dar medicamentos para a tosse e constipações a crianças menores de 6 anos devido aos potenciais efeitos colaterais desses medicamentos, opto, sempre que poss…